domingo, 22 de janeiro de 2017

O QUE É MOULAGE?


     A Moulage, conhecida também como draping em inglês, é uma técnica francesa  de modelagem tridimensional , onde se trabalha o tecido diretamente sobre o boneco/manequim, já interpretando o modelo desejado.  

     Foi desenvolvida na década de 20 pela estilista Madeleine Vionnet. 

     Madeleine e madame Alix Gres (anos 1930) foram as primeiras estilistas de alta costura a trabalhar com essa técnica.
   
                   
                                                                                             Madeleine Vionnet


        Na modelagem tridimensional, em vez de fazer os moldes no papel usando medidas e geometria, os moldes são feitos sobre um manequim especial para esta finalidade.



        Nele o tecido ou tela, é alfinetado, moldado, riscado e cortado para reproduzir o modelo escolhido previamente. Com esta técnica é possível visualizar o resultado da modelagem enquanto ela está sendo feita.

        Após terminado o processo de moulage, fica mais fácil entender e planificar a tela em um desenho bidimensional; consegue-se reduzir a margem de erros no caimento e acabamento da peça.

        E para quem acredita que essa técnica seja digna apenas dos grandes criadores ou ateliês se engana. Atualmente, estilistas e designers de moda a utilizam em diversos seguimentos, como moda festa, alfaiataria e até moda praia para modelos produzidos em série.

      O moulage ajuda o estilista, ou modelista, a enxergar os erros de uma peça, funcionando como uma tela de testes para o profissional. 


      Nos dias 26,27 e 28 de Janeiro de 2017, na Escola Moda e Cia acontecerá o curso Moulage , ministrado pela especialista Ozenir Ancelmo. O curso tem o objetivo proporcionar aos participantes o conhecimento da Técnica de Moulage (modelagem Tridimensional). Conhecer o corpo e suas dimensões e aplicar as marcações com os fitilhos,  dividindo as medidas nas proporções adequadas para o desenvolvimento dos moldes.

  
                                                          Arquivo pessoal Ozenir Ancelmo

                                               Moulage Dior
                                                                                            Chanel











segunda-feira, 25 de abril de 2016

Jaqueta Chanel


Um clássico Chanel, a jaqueta sem gola, foi produzida pela primeira vez em 1925 e se tornou um dos itens mais conhecidos da marca.






Como forma de divulgação, a marca Chanel produziu alguns vídeos. E o que mais encanta é ver o processo do desenho se transformar em roupa pronta!





   A jaqueta ou casaqueto está presente nos nossos cursos de Desenho de Moda e no curso de  Modelagem e Corte e Costura


Desenhando ou Modelando , a jaqueta está presente nos cursos da Moda e Cia.






domingo, 24 de janeiro de 2016

MERCADO DE MODA VALORIZA MODELISTA


A maioria dos estudantes de Moda prefere atuar na área de Design de Moda ao invés de Modelagem. 
O mercado de moda tem carência de profissionais de modelagem, é justamente aí que nasce a valorização dos profissionais.


O Modelista é o profissional que dá vida ao desenho do estilista. Ele interpreta o desenho técnico e traça o molde que será cortado e costurado no tecido.




Ele tem papel fundamental para o sucesso da uma coleção pois é o responsável pela estrutura da roupa. Uma de roupa além de bonita precisa ter uma modelagem com bom caimento e acabamento, conforto e estética.

Há várias empresas procurando por profissionais qualificados de Modelagem e pagam excelentes salários.

É necessário que a pessoa que opte pela área procure mais conhecimento sobre a Modelagem em cursos especializados como Modelagem Industrial, Malharia, Ampliação e Redução de moldes, e modelagem computadorizada.


Aula de Modelagem Industrial  Moda e Cia 


Aqui na Escola Moda e Cia temos cursos profissionalizantes para que você ingresse neste mercado com qualidade.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

T-shirts bordadas


Já faz algum tempo que as T-shirts, também chamadas de camisetas são peças fashion.
Depois das camisetas estampada, agora a febre são as camisetas bordadas!


Um look descontraído mas com glamour que podem ser usadas em qualquer ocasião!
Para um programa casual, pode ser usada mais despojada com calça, shorts jeans.
Para o trabalho pode ser usada com saia ou calça alfaiataria.  E para um evento noturno ficam lindas com saia, short ou calça de couro ou crepe, num visual mais luxuoso!






Fotos fonte: Google

E para finalizar, escolha acessórios mais discretos para serem usados com ela, pois o destaque fica para os bordados da camiseta!

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

MÁQUINA DE DINHEIRO



Costurar pode ser seu hobby mas também pode ser uma fonte extra de renda ou uma profissão!
Como diz o texto abaixo, costurar pode ser uma máquina de dinheiro!
Nos nossos cursos de Modelagem e Costura da Moda e Cia, ajudamos você conquistar seu sonho de costurar.


"Sabia que você pode ter em mãos um equipamento poderosíssimo para mudar a sua vida? Se pensou na  máquina de costura, acertou! Além de sua melhor amiga, ela pode ser a sua fonte de renda.



Primeiros passos

Antes de tudo, faça algumas perguntas a si mesma: por que costurar? Para quem oferecer o serviço? Quanto isso vai custar? Ao ter respostas na ponta da língua, você também terá um planejamento básico de seu negócio fundamental para o sucesso no futuro. Nessa fase inicial, também é importante definir os preços de cada um dos serviços e as formas de pagamento para, assim, ter uma perspectiva do quanto pode lucrar. A Fabíola, por exemplo, vende até no cartão de credito, com parcelamento. Quer mais facilidade ao cliente?

Seu cantinho

Uma sala, um ateliê ou aquele cantinho de costura podem bastar, em um primeiro momento, para dar início às atividades. No caso de Fabíola, o ateliê fica em uma sala dentro da própria casa. “a costura ainda é meu segundo turno. Sempre costuro à noite, então, é importante para mim que seja dentro de casa”, explica. Por enquanto, ela ainda leva a atividade informalmente, mas tem planos de fazer da costura a sua principal fonte de renda. “pretendo abrir a minha empresa, com CNPJ e tudo mais. Agora estou focando em tirar a minha carteira do artesão”, conta. A carteira é um documento que regulamenta a atividade do artesão como profissão e autoriza a sua participação em feiras, eventos e bazares.

As encomendas

Assim como você, Fabiana começou a costurar para uso próprio, e logo a família e as amigas vão ficar de olho e assim surgirem os primeiros trabalhos. Provando seu talento, as amigas começaram a indicá-la para outras amigas, que assim indicaram para outras amigas. “o que me ajuda muito na divulgação do trabalho são as redes sociais. Quando montei a página do ateliê no Facebook, não só novas pessoas conheceram meu trabalho, mas também colegas que não sabiam desse meu lado”, conta Fabíola, que sempre dá um jeitinho de divulgar sue trabalho também off-line, entregando seus cartões de visita e cativando com mimos e brindes a cada encomenda.

Dicas de mestre

Não há dúvidas de que você seja uma boa costureira, mas é importante se profissionalizar. “se você realmente gosta de costurar, a minha dica é aperfeiçoar, treinar, fazer cursos e jamais desistir” indica Fabíola. “ a minha maior escola foram aqueles projetos que deram errado, os tecidos que acabaram virando retalho”.para ela, ficar de olho nas revistas também é fundamental. “90% das peças que construo são de revistas de modelagem. Na moda moldes, eu não uso só os moldes, mas também acompanho as tendências de tecidos e dicas de costura”, avalia."



Fonte: Revista ModaMoldes ano 6 nº 76 


quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

O QUE É AMBIÊNCIA DE MODA OU MOOD BOARD?

Na etapa inicial de pesquisa de tendências, a quantidade de informações levantadas é grande. Muitas vezes fica difícil organizar estas informações para serem usadas em uma nova coleção de moda.
Para facilitar a visualização destas informações, usamos Painel de inspiração, Ambiência, Painel Temáticos ou Mood Board (“quadro de atmosfera”) muito utilizada por designers de todas as áreas para organizar e traduzir visualmente uma idéia, definir um estilo, contar uma história e explorar um conceito.
O painel de inspiração ou Mood board, nada mais é do que um painel de colagem de fotos, imagens de revista ou internet, amostras de tecido e materiais, objetos, cartela de cores, os shapes (formas/modelagem), esboços e desenhos e até palavras-chave. Pode ser feito manualmente ou computadorizado.

Painel de Inspiração ou Mood Board e croquis de Silvia Regina Pires, designer e professora de
Desenho de Moda na Escola Moda e Cia
.


O próprio nome desses painéis sugere o que eles tentam fazer: contar uma história, inspirar,explorar e transformar a visualização de um projeto, de um conceito de coleção mais clara em nossa mente.

É a partir da Ambiência, Painel de inspiração ou Mood Board, que devem sair todos os elementos que compreenderão a coleção, desde a cartela de cores até a escolha da textura e efeito dos tecidos, modelagens e desenhos da coleção.


Fontes: Pesquisa e design e site ChocolaDesign


sábado, 12 de julho de 2014

PENSANDO COM MEUS BOTÕES...

Inicialmente utilizado para fechar vestimentas, os botões tornaram-se importantes objetos para fins decorativos. Podem se pregados à mão ou à máquina.

Atualmente, existem vários tipos de botões usados na costura, de diversos tamanhos, formas, cores e materiais.
Materiais usados ​​para fazer botões incluem ossos, chifres, marfim, plástico, madeira, metal, tecido, vidro, pedras, couro e barro.

Também há botões antigos e colecionáveis, como aqueles feitos com casco de tartaruga, os artesanais ou os botões militares históricos. 
Quanto ao tamanho, há pequeno, que são costuradas em roupas de boneca, camisas, peças infantis ou como efeito decorativo. Há, também, botões grandes e resistentes que são usados em casacos ou botões de peso médios usados ​​em blusas, vestidos, saias, camisas e calças.

Na criação das peças do vestuário, a quantidade, tamanho e modelo dos botões são importantes, refletem estilo e as tendências decorativas da época.
Botões pesados devem ser evitados em tecido leves, para não rasgar a roupa. O melhor em tecidos finos ou médios é utilizar botões chatos e leves.

Abaixo alguns tipos de botões.


Botão bombê ou forrado :é forrado com o próprio tecido da roupa e prensado em uma máquina. Para esse processo utilizam-se matrizes, que variam conforme o tamanho do botão.

      




Botão de massa: botões feitos de materiais sintéticos, podem ter os mais diversos formatos e cores.

   


Botão de acrílico: geralmente são um pouco transparentes, podendo ser perolados.




Botão de metal: são fabricados em ferro, latão ou ligas metálicas mistas.

Botão de madeira e de coco: podem ser artesanais ou industrializados.
Botão de Madeira e de Coco
    
Botão de poliéster: resina de poliéster.





Os tamanhos de botões seguem um padrão internacional. A medida desse tipo de botão é em polegadas (“) ou milímetros (mm).


Os tamanhos são definidos por um sistema curioso de medidas (diâmetro interno de um pavio dobrado) Ligne (L) que se tornou padrão de referência no início do sec XVIII, para os fabricantes alemães de botões e é até hoje o padrão aceito internacionalmente. (Uma Ligne, é um centimetro dividido por 2,2558)

Na apostila do seu curso, na Escola Moda e Cia, você encontrará uma régua com os tamanhos de botões padronizados para facilitar a sua escolha na hora criação e da aquisição.


Escala 1:5







sábado, 24 de maio de 2014

ATELIÊ DE COSTURA, UM BOM NEGÓCIO!!!!!!

                
                                         
       Ateliê de costura é um negócio voltado para confecção de vestimentas exclusivas e personalizadas, para festas, noivas, roupas de uso diário, e etc. através da confecção de
 roupas sob medida. 

  O mercado para aqueles que pretendem abrir um ateliê de costura está em franca expansão.
  Isso por conta de um detalhe básico: a personalização!! 

  É um mercado muito disputado, que tem como competidores as boutiques, vendendo roupas caras e de grifes, e as grandes redes de supermercados e hipermercados, oferecendo produtos a preços mais baixos.
    A diferenciação é fator essencial no sucesso do empreendimento, pela oferta de modelos exclusivos e modelagem sob medida do cliente!!!

                                 Fontehttp://www.pinterest.com/mesthermoreno/atelier/
                                        
    O alfaiate Marcelo Colameo, proprietário do ateliê de costura mais tradicional de São Paulo, o Leonardo Ufficio di Moda, disse à revista VOCÊ S/A:   ”É o paradoxo da globalização; em uma época em que todo mundo pode ter acesso a tudo exatamente igual, a busca por valores e estilos diferentes está mais acelerada do que nunca. Um alfaiate (e uma modista!!) hoje deve ter um pé fincado na arte de moldar a roupa ao biótipo de cada cliente e outro nas últimas tendências em tecidos e aviamentos”. 
  

           
 O empreendedor pode recorrer a nossos cursos básicos, que ensinam Corte e Costura, Modelagem Sob Medida e desenho de estilo !!!


                                           Imagem: Acervo pessoal


      Estrutura

     A estrutura básica deve contar com uma área que vária entre 20 m² a 80 m², divididas em 
ambientes, como: Sala de espera (onde os fregueses podem ver televisão e consultar revistas de moda enquanto aguardam sua vez), o escritório e a linha de produção, que deve ter os equipamentos e móveis distribuídos na seqüência de produção.

- Máquina de costura (reta, overloque, etc) Mas é bom ter pelo menos uma doméstica 
   para adaptar acessórios, pregar botões e zíperes ou casear. 
- Mesa de corte de 1m de altura e tampo de 1,5m X 2m
- Banqueta média
- Mesa pra máquina reta, pro computador, telefone, impressora, etc .
- Agenda e calculadora
- Mesa de passar ou uma bancada estilosa
- Ferro de passa
- Luminárias de mesa
- Móvel alto com várias prateleiras (pra guardar os tecidos)
- Cabides de parede pra pendurar os moldes
- Prateleiras e nichos pra guardar os itens de armarinho
- Lixeira e cesto grande pra guardar os retalhos (porque não é legal jogar os retalhos no lixo)
- Manequim e espelho (pra ateliê de roupas)
- Invista também em potes utilitários transparentes e pequenos gaveteiros.


                                                  Fonte: Imagem pública


As pessoas são atendidas com hora marcada. O objetivo é dar a maior atenção possível
ao cliente e organizar o fluxo de produção.


Lembre-se de preparar um cantinho pra fotografar os seus produtos.  
Mãos á obra e bom trabalho!!!





   





sexta-feira, 23 de maio de 2014

A IMPORTÂNCIA DO FIO DO TECIDO


Estrutura do Tecido Plano

O tecido é formado pelo entrelaçamento de dois fios que se cruzam perpendicularmente:
- Urdume- é o fio longitudinal, no sentido do comprimento.
- Trama - é Fio transversal, no sentido da largura, que forma a trama

 O arremate lateral, no sentido do comprimento, é chamado OURELA.


                       



A imagem abaixo é um esquema de tear. Nem todos são iguais a este, mas o essencial é o mesmo.
Os fios que estão correndo na horizontal são os fios de urdume e o fio  que passa entre os fios de urdume na vertical é a trama.


     No tear, os fios de urdume ficam bem esticados. Os fabricantes usam fios mais                          torcidos e mais resistentes.

     A  trama passa por entre os fios de urdume de um lado a outro, sem puxar demais.
     A trama não é tensionada, logo o fio pode ser menos resistente e menos torcido. 

             
                              O SENTIDO DO FIO DO TECIDO É O QUE DETERMINA
                                              O CAIMENTO DA ROUPA!!!!!

      
      Nos cursos de Modelagem Sob Medida ou Industrial da Moda e Cia, você será
      instruído como desenhar o Fio estiver desenvolvendo o molde! 
      É muito importante determinar o sentido do fio para caimento perfeito da roupa. 
      O que chamamos de fio do tecido é o sentido em que corre o fio de urdume.

     Abaixo, como colocar as indicações do fio do tecido:

     1- Fio Reto - Trace uma paralela ao meio da roupa.


       
       2- Fio atravessado - Trace uma perpendicular ao meio da roupa.




     3- Fio enviesado - Marque 45 graus apoiado no meio da roupa.
       Neste sentido não passa nenhum fio do tecido, por isso o caimento é mais leve 
       e o tecido estica mais.


    Nas aulas do curso, os instrutores darão mais detalhes de como marcar o Fio Viés e                 como colocar sobre o tecido.



      Importante! O caimento perfeito da roupa está relacionado com o a queda do fio, ou seja,
      a direção do fio em relação ao solo.

       1- Queda do Fio Reto. A ourela cai perpendicular ao solo.
           O caimento da roupa é firme mas não muito rígido.
       


        2- Queda do Fio atravessado. A ourela cai paralela  ao solo.
            O caimento da roupa é armado. 



                 3- Queda do Fio enviesado. Os fios do tecido, trama e urdume, caem em diagonal                      ao solo. O caimento da roupa é mole e flexível.
                


quinta-feira, 22 de maio de 2014

INTERPRETANDO SOBRE MOLDE BASE


Você pode traçar os moldes que quiser!!!  Para você mesmo, ou como profissional no ateliê ou na confecção!!!
Só precisar aprender a desenhar seus moldes!!!

As interpretações de modelagem são baseadas em três etapas  de construção de moldes, 
denominadas de: Moldes Básicos, Moldes de Interpretação e Moldes para Corte.


1. Moldes Básicos: Com o molde base, você pode fazer qualquer coisa!

Basta desenhar o molde base com suas medidas ou com as medidas da tabela padrão da confecção e fazer as modificações necessárias.

Por exemplo, se quiser um decote "V" é só desenhar o decote sobre a base. Quer mais decotado? Basta descer mais o decote...



Molde base



2. Moldes de Interpretação: São uma espécie de rascunho na interpretação do modelo.

Sobre os Moldes Básicos são feitas as alterações para o desenvolvimento do modelo como desenho de recortes, decotes, pences, folgas, observando o caimento do tecido, etc.

Para mostrar melhor, na figura abaixo, foi desenhado uma blusa de alças, sobre o molde base da Blusa, fazendo as alterações do decote e cava e deixando a lateral do molde “folgado”, não marcando a cintur
a.  


Interpretação do Modelo sobre a Base



3. Moldes para corte : São os moldes utilizados para riscar e cortar a peça sobre o tecido.
Contendo as margens de costura.

Fácil!! Agora é só cortar no tecido e costurar a peça!!





Molde pronto com costura
      
Peça pronta!!!!